Publicidade

Publicidade

29/09/2009 - 13:04

10 coisas que os meninos não gostam nas meninas

Compartilhe: Twitter

iboy

Tá, tudo bem, vocês podem me chamar de machista depois desse post. Vou ser odiado, apedrejado, muitas vão me abandonar. Não me importo. A verdade é nua, crua e dolorida. Leia somente se você realmente estiver a fim. Lembrando: aqui, tudo não passa de uma brincadeira (com aquele fundinho de verdade). Não se ofenda, não fique cabisbaixa. Ainda há chance de melhorar. E aí, o que será que os meninos não gostam nas meninas?

10 – Maria, mas com jeitinho de João.
Mulher é aquilo, né? Tem que ser feminina. Beleza, a gente até gosta de meninas que não ligam muito para a ‘produção’ na hora de sair – isso economiza um tempão, mas também não pode ser desleixada. Meninas, para mim, têm que se comportar como menina. Nada de ter atitudes que destruam a feminilidade, como andar desleixada por aí. Menina tem que estar bonitinha, bem vestida, arrumadinha… Claro que, nesse caso, a dica também serve para os meninos, né? Outra coisa: não é porque os homens têm atitudes idiotas, do tipo sair cuspindo na rua e falando os piores palavrões, que vocês também precisam se portar desta maneira. Somos uma espécie inferior em alguns quesitos, acredite.

9 – Pausa no beijo para arrumar o batom
Tudo – tudo! – que é exagerado, faz mal. Ficar bonita, ok. Se maquiar, ok. Gastar horrores com roupas de marcas, ok. Mas nada, nada nessa vida, é mais chato do que você ter que ficar esperando a menina se produzir. Pior, é muito ruim namorar alguém que é tão complexada com a aparência que interrompe momentos gostosos, como uma conversa entre amigos (ou um beijo) para retocar a maquiagem. A gente entende a necessidade de vocês de quererem estar bonita o tempo todo, mas, né? Cansa um pouco. Meninas muito frescas não agradam e, geralmente, se tornam um belo de um pé no saco.

8 – Bubalooo
A liberdade é um problema para os jovens. Conforme vamos crescendo, vamos ganhando algum espaço com a nossa família, começamos a sair, a se soltar, voltar no outro dia para casa, dormir fora de casa, sair com os amigos… Até que a gente arranja uma namorada. Daí ela tem crises loucas de ciúme porque vamos sair, porque estamos conversando com os amigos, porque estamos passando tempo demais na internet. Ninguém – tanto homens, quanto mulheres – gosta de gente chiclete, gente que gruda, gente que tira a liberdade. Já comentei muito aqui nesse blog como esse ‘cerco’ é chato e como é legal namorar e ter uma vida bacana fora do relacionamento. Se você começar a fechar a vida do garoto, logo, logo ele vai se encher de você e vai acabar caindo fora.

7 – Tudo o que é bonito é para se mostrar
Ok, a gente gosta de ver. A gente ama ver meninas com decotes enormes. A gente adora meninas que se mostram, que exibem o corpo e que usam os menores biquínis do mercado. Até que elas se tornam as nossas namoradas. Assim, eu acho que as meninas devem ser livres para usar o que quiserem, mas, de preferência, abusar na roupa quando estão com a gente, né? Não sou muito de controlar que tipo de decote que a minha namorada deve usar, mas muitos meninos dão um mega valor para isso. Se você encontrar um namorado que limite, tente conversar e mostrar para ele que ‘o que é bom, é para ser mostrado enquanto permanece bom’. O tempo passa para todas…

6 – DR

A gente gosta – sim, a gente gosta mesmo – de discutir o relacionamento. Mas têm horas que a DR enxe o saco e que a gente não aguenta mais sentar e conversar sobre os rumos que a nossa relação está tomando. A vida é muito curta para ficar perdendo tempo discutindo e planejando. Por que não viver o presente?

5 – Saideira

Disse lá em cima que liberdade é bom e tudo mundo gosta. Mas, a partir do momento em que encaramos uma relação, precisamos nos impor limites. Pense, antes de tudo, dessa forma: e se ele saísse sozinho, você gostaria? Não, né. Namoro com essa liberdade é namoro com final certo.

4 – Ciúme com o melhor amigo
Toda menina tem um grande problema: elas usam os seus melhores amigos para fazer ciúme em seus namorados. Vai dizer que você nunca fez isso? Sabe o que essa ação acarreta? Ódio e intrigas entre o seu melhor amigo e o seu namorado. Geralmente, as garotas são muito espertas e, sem que o amigo desconfie, elas acabam usando eles para criar crises de ciúme em seus namorados. Os homens são ciumentos, mulheres, e mexer com isso é sinal de problema. Cada vez que a gente vê vocês andando de mãos dadas com outro garoto, dá uma raiva intera que é inexplicável. O melhor é não tentar fazer isso, não. Não é saudável e, para piorar, você ainda pode acabar tendo que escolher entre ter um amigo ou ter um namorado.

3 – Meninas que não se posicionam

O mais legal em namorar é o fato de que nos tornamos livres para compartilhar. Compartilhar vontades, interesses, ideias, gostos e muitas outras coisas. Quando namoramos alguém, esperamos que essa pessoa agregue algo para a nossa vida. Em muitos casos, algumas meninas, por terem medo de perder o gato, acabam se tornando uma pessoa sem posição, que esperam que o garoto tome atitude e defina rumos para a relação. A gente não gosta disso, não. A gente gosta de mulher com atitude, mulher que toma partido, que mostra vivacidade, sabe? Tente se posicionar na relação, escolher lugares para visitar, coisas para comer. Acredite, detalhes assim fazem a diferença.

2 – Eu mando, você faz
Preciso falar muito? Ninguém gosta de ser subordinado. Imagina em um relacionamento. Mulheres mandonas estão por fora. A gente gosta de menina que sabe que mandar em alguém não leva a nada.

1 – A gente reclama, mas a gente gosta
Apesar de todas essas críticas aí de cima, não poderia deixar de ser clichê e terminar com um “não importa, a gente gosta de meninas”. Os nove tópicos acima são dicas de coisas que alguns meninos não gostam muito em mulheres. Mas é claro que cada relacionamento tem uma particularidade, que deve ser analisada e ver se as posições aí de cima são válidas. Você, antes de qualquer coisa, tem que estar feliz com o seu parceiro. E, é claro, não ficar arranjando problema para a cabeça de vocês. Vivam. Comecem a deixar as besteiras de lado. Com isso, a relação vira algo saudável e duradoura.

Mas e vocês, o que não gostam nos meninos? Hora da vingança! Estarei presente respondendo os comentários 😀

Autor: - Categoria(s): Relacionamentos Tags: , ,
28/04/2009 - 13:43

Manual dos garotos: você precisa saber isso para nos entender

Compartilhe: Twitter

Por que a gente gosta tanto de sexo? Por que fazemos xixi na privada toda? Por que a gente é insensível? Por que não nos declaramos? Por que coçamos tanto ‘lá’? Por que a Priscila do BBB 9 é gostosa e a sua namorada, que tem tamanha comissão traseira, não é? Por que traímos? Por que não nos interessamos por roupas? Por que adoramos futebol? Por quê? Por quê? Por quê?

Meninas, vocês querem saber tudo sobre a gente. Nós, obviamente, gostaríamos de saber tudo sobre vocês também. Então comentem com as suas esquisitices aí! Mas como não sei explicá-las, vou tentar fazer vocês entenderem algumas coisas que acontecem com a gente. Como, por exemplo, você sabia que a gente não escolhe a hora de ficar excitado?

Pois é, então somos tarados de plantão. Não importa onde, nem o estímulo que temos, nem se passou a mulher mais feia do mundo em nossa frente. Se há alguma coisa em nosso corpo que não controlamos é a nossa ereção. Se nos lidamos bem com isso? Claro que não. Afinal, ninguém merece estar dentro do ônibus, com uma calça de moletom, e ver aquela coisa crescer sem motivo algum. O que rola é: a gente não escolhe a hora de ficar excitado. Da mesma forma que vocês não escolhem a hora de se apaixonar (e nós também não, é claro). Os meninos, na adolescência, ficam excitados o tempo todo. Seja na aula, seja na rua, seja no meio do futebol. Não é necessário um grande estímulo, como uma mulher maravilhosa passar na sua frente e dar uma rebolada, para a coisa acontecer. É assim, quando a gente menos espera, a coisa sobe. Daí, as meninas que reparam nessas coisas acham que somos uns belos de uns tarados. Mentira. Poxa! Quem dera saber mandar baixar guarda…

Por exemplo, na maioria dos dias, a gente acorda com a coisa ali, pra cima, mesmo depois de uma noite tranquila de sono. Vocês sabem o porquê? É fácil: ou tivemos uma noite com um sonho erótico, ou estamos com muita vontade de fazer xixi. O problema é que isso acontece quase todos os dias e, por isso, acabamos sujando o vaso todo. Ou você acha que é fácil fazer xixi de pé, com sono e com o negócio pronto para o ataque?

Ah! E ainda tem a clássica questão do coçar. A gente não vive com a mão lá porque estamos nos estimulando, não. A coisa coça, e isso nem é uma questão de higiene. Ou é, vai saber? Problema é que, dependendo da posição, o pênis incomoda. Daí tem que ajeitar, né? Colocar ele mais para o ladinho, arrumar a posição e tals. Outro ponto é que, quando os pêlos da região estão nascendo, eles coçam! Sim, eles raspam na nossa coxa e incomodam, incomodam, incomodam. Se não for por isso, bom… Prefiro não comentar.

Olha só, e a gente se masturba mais do que vocês mesmo, viu? Deve existir alguma explicação biológica para isso, mas eu só sei que é verdade. A gente tem mais vontade de fazer sexo, a gente ‘pensa muito naquilo’ mesmo e nossa masturbação é mais fácil que a de vocês (acredito eu). A ação pode rolar quando vemos algo que nos excite, como uma foto, um vídeo, ou com a força da mente, mesmo. Muitas vezes, quando estamos no ócio, a primeira coisa que vem em nossa mente é aproveitar o tempo para relaxar. Daí já era…

E não, não somos um bando de tarados insensíveis que só pensa em sexo. Nós também temos sentimento, mas, devido à sociedade em que vivemos, que nos cobra uma grande exposição de masculinidade o tempo todo, preferimos esconder nossas sensações para nós mesmos e comentar sobre os nossos casos de uma forma mais ‘macho’ de ser. Falamos do sexo, falamos da pessoa, mas nunca falamos do amor. É um defeito, eu sei. Mas somos assim, fazer o que? Para piorar, quando estamos em bando, ficamos mais bobos ainda. A todo o tempo, estamos analisando as meninas, fazendo comentários sem graça e aproveitando o tempo para colocar a conversa em dia – coisas que vocês também fazem, vai. Em grupo, tudo fica mais engraçado, a conversa flui mais e a bobeira cuida da nossa mente. Ali é nosso tempo para se divertir, compartilhar dúvidas – mesmo que de forma infantilóide – e dar um pouco de risada para esquecer da vida.

É claro que você já deve ter percebido, também, que odiamos DR. Como eu já disse lá em cima, não somos bons em expor o que sentimos, logo, não somos bom em discutir o que vivemos. A gente vive e pronto, vamos aproveitando os momentos juntos e tentando evitar brigas. Se elas acontecem, tentamos resolver, sem cair no lenga lenga de conversas longas, demoradas e que cortam o coração. Por fim, o futebol é sagrado simplesmente porque, assim como vocês adoram um shopping, a gente adora um esporte. A gente adora torcer. A gente adora vibrar. A gente adora gritar “GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL” e chorar quando o nosso time perde uma partida.

LEMBRANDO: no texto, generalizo os garotos. Nem todos gostam de futebol, nem todos se masturbam demais, nem todos não expõem os seus sentimentos, nem todos acordam de pênis ereto. Assim como vocês, cada um é diferente do outro e cada um tem uma particularidade. Vai de você descobri-la! ;D

E aí, restou alguma dúvida?

Autor: - Categoria(s): Situações Tags: , , , , ,
21/04/2009 - 08:24

E quando sou eu que não quero namorar?

Compartilhe: Twitter

Muita gente tem o costume de dizer que os meninos são aqueles que não querem namorar. Apesar de ser um fato, o que vemos hoje em dia é uma nova realidade. Muitas meninas estão preferindo ficar a namorar.

Talvez por várias frustrações ou simplesmente por acreditarem nas lorotas da sociedade, as meninas meio que desencanaram de procurar o príncipe encantado. Um novo estilo de vida nasceu há algum tempo, e ele se chama balada. Fica com um aqui, outro acolá. As garotas preferem aproveitar as chances da vida a se amarrar em um só futuro, que é incerto na maioria das vezes. Depois, elas ainda têm coragem de reclamar da gente.

E quando você acha um garoto que quer um relacionamento sério, é certo recusar? Claro, todo mundo tem o direito de aproveitar a vida como lhe convém. Se você acha que está na idade de curtir a vida e não se prender à ninguém, é a sua chance. Afinal, ninguém pode reviver a idade e liberdade que já teve um dia. Quando você achar que é a hora certa de namorar, comece a se focar em garotos que você consegue ver alguma relação. O primeiro passo, aí, é mudar os hábitos. Comece deixando de frequentar lugares onde, obviamente, você não irá achar um namorado.

Se namorar não está nos planos, não se culpe. Atualmente – ainda bem – ninguém mais é obrigada a casar com 12 anos e ser empurrada para o noivo que a família escolher. Aproveite, viva o suficiente e o que desejável. Depois, já que nunca é tarde para amar, sossegue e delicie-se com os carinhos de alguém. E só desse alguém. Se é para namorar com traição, é preferível que se fique sozinha.

E você, prefere namorar ou ficar?

Autor: - Categoria(s): Situações Tags: , , , , ,
21/10/2008 - 08:34

Cinco coisas que você sempre quis saber sobre os garotos

Compartilhe: Twitter


O homem é um ser humano do sexo masculino, animal bípede da família dos primatas pertencente à subespécie Homo sapiens sapiens. Quando criança , é chamado de menino. Quando adolescente, vira rapaz. Expliquei bem?

A ciência é muito vaga quando define, assim, por cima, os seres humanos. Homem que é homem é bruto, indelicado, chato. Mentira, a sociedade também é vaga – e preconceituosa – quando rotula alguém. Homem que é homem é bem mais complicado e, assim como nós, garotos, temos duvidas em relação às mulheres, é natural que vocês, garotas, tenham muitas duvidas em relação aos homens. Esse quadro só piora quando percebemos que, na real, somos muito mais fechados do que vocês. Sem querer, as meninas acabam falando abertamente os seus problemas e até suas soluções sem pudor nenhum. Um homem, no entanto, prefere esconder. Então cá estamos com cinco coisas que vocês sempre vão tentar entender no sexo oposto. Segura aê!

1 – Por que nós coçamos tanto o “moço”?
Existem duas situações que podem explicar o ato. As meninas sempre se perguntam por que a gente anda com a mão ali o tempo todo. A primeira – e natural – resposta é que, quando os pêlos da região estão crescendo, eles começam a raspar na coxa (ok, é meio nojento ler isso, né?) e até que o crescimento esteja finalizado, eles incomodam. Depois, claro, a coceira vai embora. Porém, parece que para alguns meninos a coisa nunca termina. Aí é por vontade própria mesmo. Sabe os rappers, que vivem com as mãos lá? Então, alguns garotos acreditam que isso exala virilidade. É, eu também não entendo.

2 – Por que não somos vaidosos?
De vaidoso, todo mundo tem um pouco. Acredite, não é que nós não somos vaidosos, a gente só não gosta de falar isso em alto e bom som pois, é claro, isso afeta a nossa masculinidade. Ou você acha que o nosso topete já acorda pronto? Claro que não! Tem gente que leva anos na frente do espelho para deixar o cabelo tinindo. Sem contar que muitos meninos podem afirmar que não são se importam nada com a aparência, mas daí você repara nas roupas, nos tênis e vê que sim, ele se preocupou com o que comprar: na cor, na marca, no modelo…

3 – Por que a gente não liga no dia seguinte?
Isso é muito relativo. A gente não liga porque muitas vezes saímos com a intenção de ficar com uma garota e só. Uma relação que dura somente uma noite e não se propaga para o dia seguinte. Claro que as meninas também saem com este interesse algumas vezes. A culpa, de fato, não é nossa. Pensando bem, balada não é lugar de querer arranjar namorado, né?

4 – Por que somos tão crianções?
Fisicamente, é notável que demoramos mais tempo para amadurecer do que as meninas. Logo, isso também acontece psicologicamente. A gente não quer ser crianção, nós somos pois simplesmente não enxergarmos isso. E atenção, isso não é uma coisa atual, nova, que veio com o computador e vídeo game, é desde sempre. As meninas sempre acabam tendo uma ‘rede social’ maior que a dos meninos, têm conversas mais sérias, se preocupam com a vida mais cedo. Os meninos não! Muitos pensam que a vida vai ser brincadeira para sempre e, por isso, não deixam de brincar nunca. Enquanto elas guardam as Barbies com 12 anos, a gente aposenta o carrinho só quando ficamos incapazes de dirigir.

5 – Por que só pensamos em sexo?

Não, a gente não é um bando de tarados e maníacos sexuais. De certa forma, a sociedade impõe que devemos fazer sexo e, claro, isso também vem da natureza humana. Eu, que não sou médico e nem nada acredito que a testosterona é mais forte (já que possuímos mais) na gente e isso acaba nos deixando um tanto quanto vidrados no assunto. A culpa nem é nossa, é do nosso corpo e, se demoramos para amadurecer, demoramos também para desenvolver um controle sobre isso.

Agora é com vocês aí nos comentários: mais alguma dúvida?

Autor: - Categoria(s): Relacionamentos, sexo, Situações Tags: , , , ,
Voltar ao topo