iG

Publicidade

Publicidade

02/09/2008 - 11:17

Quanto menos você corre atrás, mais você o tem?

Compartilhe: Twitter

Atendendo aos pedidos da Julia, que comentou no último post pedindo uma explicação de porquê quanto menos você corre atrás de seu namorado, mais ele corre atrás de você, vou tentar fazer um post simples e prático sobre o assunto. Na vida, todo mundo é obrigado a ouvir essa frase pelo menos uma vez. Logo quando a gente começa a namorar, alguém chega e diz que não é para você correr atrás da garota que só aí que ela vai te valorizar um pouco. Não posso dizer que é mentira, mas também não posso afirmar que é um fato. É um risco.

Minha mãe me fala que todo mundo gosta de ter um bobo no seu pé. Isso sim é verdade. Hoje em dia eu conheço muita gente que namora só para ter alguém atrás o tempo todo e, é claro, ter a segurança de que sempre que bater a vontade de beijar alguém, terá uma pessoa te esperando do outro lado. A grande questão é que, com isso, a gente acaba não enganando somente a pessoa que está conosco como enganamos à nós mesmos. Isso não é um relacionamento sadio para ninguém. Viver nessa vida de “mascarar a insegurança” só gera uma pessoa cada vez mais insegura. Ninguém precisa disso para viver, não é mesmo?

Voltando ao assunto de correr atrás, eu acabei acreditando que o ser humano gosta de ser mal tratado. Quando a gente quer dar carinho, a pessoa gosta, mas se sente querida o bastante para parar de te dar atenção. Por que isso acontece? Pois quando uma pessoa se mostra sempre presente, a outra acredita que vai tê-la a qualquer hora. É a mesma coisa da relação de comodismo que eu disse aqui em cima.

Quando a gente para de ir atrás de alguém, a pessoa logo sente esta falta e se toca que pode ter se acostumado errado, então vem atrás de você porque acredita que “te perdeu”. O objetivo, então, é reconquistar a pessoa para ela voltar a ficar ao lado da gente o tempo todo. Deu para entender a relação estranha que a gente acaba criando em nossa cabeça? Quando temos alguém para dar carinho, ficamos com medo de nos esforçar ao máximo para confortar tal pessoa porque ficamos com medo de que ela vai se afastar. Quando recebemos muito carinho, porém, acabamos nos enganando e acreditando que a pessoa vai nos dar carinho para sempre. Sem contar que, com isso, acabamos esquecendo que tal pessoa também tem necessidades de carinho e acabamos cobrando somente o que nos faz bem, mas nunca estamos presentes para as necessidades dela

De todas essas frases clichês que definem os relacionamentos, somente uma funciona pra mim: quando a gente perde é que a gente sente falta. Diz aí se não é verdade?

Autor: - Categoria(s): Relacionamentos, Situações Tags: , , ,
Voltar ao topo