Publicidade

Publicidade

23/06/2009 - 12:41

A dúvida, o medo, a insegurança e a certeza do primeiro beijo

Compartilhe: Twitter

Há algum tempo, eu já havia escrito aqui no iBoy um texto sobre o primeiro beijo, falando sobre o timing perfeito, dicas para ele não ser frustrante e algumas definições sobre o beijo. Porém, é notável que muitas meninas ainda sentem aquela insegurança antiga quando percebem que o momento da sua primeira experiência está próxima. Bom, é comum. Afinal, a gente sempre escuta que o primeiro beijo a gente nunca esquece, não é?

Para começar, esqueça esse lance de que você vai levar aquilo para a vida toda. Não é bem assim que as coisas acontecem. O primeiro beijo que vai ficar na sua lembrança é aquele primeiro beijo que você deu no menino que gostava, ou o primeiro beijo do seu namoro. Você vai lembrar a situação que a sua primeira vez, de fato, rolou, mas não vai conseguir guardar detalhes. Muitas pessoas desvalorizam o beijo, eu acredito que ele é mais pessoal do que o sexo. Um beijo de verdade demonstra carinho, afeto, consideração. Ele fala muito de você para a outra pessoa, define como será um possível relacionamento. Se o beijo não encaixa, é muito provável que todo o resto também não se encaixa. Afinal, um namoro começa pelo beijo, né?

Você não precisa “saber” beijar. Isso porque ninguém sabe. Como já disse, o beijo é pessoal, cada um tem o seu jeito, cada um sabe a sua maneira. Basta achar outras pessoas que combinem com esse seu jeito. Vai dar o primeiro beijo? Então a dica é: deixe ser levada. O garoto, provavelmente, vai saber o que fazer com você. Siga-o, acompanhe o ritmo dele, tente copiar o que ele está fazendo. Depois do primeiro choque, você vai poder descobrir o que gosta mais: se é um beijo lento, molhado, seco, rápido, com a mão na nuca, um beijo demorado, um beijo mais rápido… Aí é só começar a se impor, mostrar o que é que você gosta para quem você for beijar. Parece até simples, não é? Sim! Porque beijar não tem segredos. A gente meio que já nasce sabendo, rs.

Se o seu primeiro beijo for um desastre, você achar ruim, não se constranja. É normal que as pessoas achem a primeira vez de tudo ruim. O primeiro dia na escola, quando você não conhece ninguém, o primeiro dia no trabalho, que você conhece seu chefe, tudo é relativo.

Para não cometer gafes: vai beijar? Economize no batom (fica uma lambaceira só). Tome um drops, para não ficar encucada com o hálito. Não passe nenhum tipo de creme no rosto, a língua pode bater ali e deixar um gosto azedo na boca dele. Feche os olhos. Não sufoque ele com a sua língua. Pronto. Agora, o resto, é com você.

Item curioso: você sabe de onde veio o beijo? Pois bem, há muito tempo, lá em Roma, essa atitude não era um sinal de carinho, um jeito de chegar nas pessoas e começar uma relação, não. O beijo era uma forma de os homens controlarem o consumo de vinho das suas mulheres. Pois é, para ver se elas estavam com bafo, eles davam o nosso tradicional beijo, ou seja, lábios encostados, linguas entrosadas. Viu só? Pense que você vai tomar um vinho e dê um beijo!

E você, quer contar pra gente como foi o seu primeiro beijo? A gente super tá querendo saber!

Autor: - Categoria(s): Situações Tags: , , , , ,
06/01/2009 - 11:38

A melhor maneira de perder o BV é…?

Compartilhe: Twitter

Hoje em dia é muito difícil, mas muito difícil mesmo, encontrar alguma menina com 14 anos que seja BV. Cada vez mais cedo, as meninas – e os meninos, é claro – começam a se beijar por aí. Porém, quando parece que já deu o “timing“, nasce o medo. Muitas garotas morrem de medo do primeiro beijo e o encaram como um bicho de sete cabeças. Onde ponho a língua? Como faço para ser gostoso? E a mão, fica onde? Tem que virar a cabeça? Calma, calma… Beijar não é assim tão complicado, não. Mas pode ser um desastre total.

Para tudo na vida, a primeira vez é complicada. Seja o primeiro dia de aula, o primeiro trabalho, a primeira prova, o primeiro beijo, a primeira vez. Claro que é normal sentir medo de beijar, mas não é por isso que você deve se privar. Vale lembrar, neste caso, que o primeiro beijo é sim algo muito importante. Provavelmente você irá carregá-lo consigo para o resto da sua vida. Já o segundo e o terceiro, você nem vai lembrar como aconteceram. Muita gente subestima o beijo, não dão a devida importância para ele. É aí que as pessoas já começam errando. Sim, vale a pena criar um milhão de expectativas para ele. Sim, vale a pena ficar com medo e querer fazer tudo certo. Não, não vai ser bom…

Deixar de ser BV pode ser um pouco desconcertante, o certo é você ler bastante sobre o assunto antes. Não estou brincando, não. As vezes, se você se informa um pouquinho, você pode fazer bem bonito da primeira vez. Se quiser e puder, pergunte à alguém como é que se beija. Acredite: se você tiver um “conselheiro”, vai ser bem mais fácil. Depois, acho que não vale a pena ficar esperando muito tempo para deixar ele acontecer. O importante é que seja com alguém que você sinta atração, goste, seja colega. Alguém com quem você poderá ter uma segunda chance – você provavelmente vai precisar dela.

Dicas para beijar bem?

Não há como dar dicas de como beijar, isso por que eu acredito que cada um tem um jeito, um estilo, uma “pegada”. Tem gente que adora beijo rápido, daqueles que parece que um vai engolir o outro, outros, como eu, preferem o beijo que começa beeeem demorado, com a mão passando pela nuca e costas da pessoa e depois acelera, acelera e acelera, mas há aqueles que gostam dele bem devagar o tempo todo. Tem gente que brinca com a língua, tem gente que nem põe ela pra fora direito. Tem pessoas que adoram mordidas e outras que têm o lábio muito sensível para isto. Alguns abrem a boca demais, outros de menos… Enfim, deu para entender? Beijo é algo tão pessoal, mas tão pessoal, que acho que ninguém pode definir como o seu pode ser. Aquilo que te der vontade de fazer, faça. O beijo é como sua marca especial.

Como muitas reclamam no e-mail que eu não conto nada da minha vida aqui, vou deixar o relato do meu primeiro beijo: Eu estava no meu prédio, com 14 anos, brincando de verdade ou desafio. Uma menina foi desafiada para beijar um colega meu e ela disse que ‘figurinha repetida não valia’ e apontou para mim, perguntando se podia me beijar. Eu fiquei atônito. Virei para o lado e perguntei à uma amiga ‘mas como faz?’, ela me explicou rapidamente e eu, sentado, fechei os olhos e esperei. Ele aconteceu, durou uns 10 segundos e eu saí com a boca toda molhada. Dois anos depois, tive a chance de beijar esta menina de novo. O que rolou? Ela soltou um ‘você melhorou muito desde a primeira vez’. Fiquei orgulhoso, rs.

Agora quero ouvir de vocês: como foi o primeiro beijo? Comenta aí!

Obrigado, Tháa, pela sugestão de post ;*

Autor: - Categoria(s): Situações Tags: , , , , , , ,
Voltar ao topo