Publicidade

Publicidade
05/08/2009 - 13:11

O que você NÃO deve fazer depois de tomar um pé na bunda

Compartilhe: Twitter

Todo mundo já tomou – ou deu – um pé na bunda pelo menos uma vez na vida, não é? Quando é você que termina a relação, é complicado se manter forte na posição, não recair e voltar atrás. Afinal, sentimentos não são brincadeiras. Quando a gente toma o pé, a sensação é a pior do mundo: parece que nunca iremos nos recuperar, criamos uma playlist – se joga no Death Cab – só de músicas de fossa e não dá vontade de sair da cama por nada Tá, é tudo compreensível, afinal, aceitar a idéia de que você perdeu de vez alguém que você gosta é bem complicado, mesmo. Porém, temos que aceitar. E para isso existe todo um guia de coisas que você não pode fazer de forma alguma. Por dois motivos: 1 – não se humilhar. 2 – ele não merece.

Primeira regra: não corra atrás

Nunca. Leia bem: nunca corra atrás. Se um menino te der um pé na bunda, não ouse ir atrás dele. Não se humilhe, lembre-se que quem está perdendo é ele, não você. Além do mais, se a pessoa teve a atitude de te dispensar, ela deve ter algum motivo. Dê tempo para ele pensar, se resolver, tomar um rumo e ver o que ele quer de verdade. “Espero que ela não fique no meu pé, não fique ligando”, afirma Wallace, de 21 anos. Dica? Você precisa ver o que quer realmente para a sua vida, o que vai fazer. Saia com os amigos, viaje, leia, converse na web. Tente esquecer o que rolou. Por mais difícil que seja…

Segunda regra: Não mostre o seu novo trunfo.
Depois que alguém terminar um namoro com você, você não precisa, de forma alguma, mostrar o quanto você o relevou e está bem, obrigado. Isso é meio que vingança. Claro, é gostoso e todo mundo faz. Afinal, revenge is a dish best served cold. Mas acho que varia de acordo com o tipo de namoro que você teve, o respeito que rolou, varia de acordo com o fim, com a história. Enfim. “Não gosto, por exemplo, que ela fique passando com o seu novo ficante ou namorado na minha frente só para me causar ciúmes”, relata Wallace.

Terceira regra: entenda o valor de um ponto final.
Acabou? Terminou? Então é isso. Acabou de vez, de verdade. Se alguém diz que terminou, você não pode ficar esperando uma reação diferente, ficar sonhando com que, no futuro, ele vai voltar e falar com você, para vocês namorarem novamente. Não é assim que funciona. Todo mundo sofre, todo mundo demora para se conformar, é difícil e chato mesmo. Mas não crie falsas esperanças para você mesma. Vá curtir a vida, é seu momento.

Quarta regra: supere.
Ok, esse blog nunca foi um livro de auto-ajuda. Mas considerando a situação atual de quem vos escreve, acredite, depois de muito choro, vem o riso. É um tempo punk mesmo, vai parecer que você está sozinha no mundo e, principalmente, que você não tem mais vida. O ruim de se namorar é que você entra de cabeça na vida à dois e, depois, para voltar à ter os seus hábitos, seus costumes, você se perde um pouco. Parece que tudo fica diferente, que você não é capaz de fazer nada e que o mundo não funciona com você sozinha. Tem o que fazer? Não, né? Acabou, zé fini. Beijo.


É uma boa música, vai…

E aí, você já tomou um pé? Desabafa aí nos comentários, a gente quer saber como foi!

Autor: - Categoria(s): Posts antigos Tags: , ,

Ver todas as notas

104 comentários para “O que você NÃO deve fazer depois de tomar um pé na bunda”

  1. silas disse:

    Oiee, tudo bem com vcs? espero q sim.
    Bom minha historia eh a seguinte, namorei durante 5 anos um puta de um namoro conturbado, eu nunca dei muita importancia juro mesmo.
    passarão-se 4 anos e meio, quando em um jogo de football pela tv, ela me pediu um beijo mas eu queria sexo.
    Ela não me deu sexo e eu não dei beijo, então peguei e sai muito bravo da casa dela e pedi q não me proucurase mais.
    Sempre fui muito gandaieiro, gostava da baguñça e só procurava ela quando queria sexo, ou quando precisava de algo, de algum favor.
    A traia muito, ela nunca soube mas desconfiava. Bom passarão 4 anos e meio como havia dito. Ela saiu com uma amigas, e já estava a dias sem me ligar, eu percebi q éra hora de agir e correr atraz, BOOMMM foi um susto quando ela disse q não me queria mas e não me amava mais etc.
    fiquei desesperado e tratei de me agilisar e pedi ela em casamento, ela aceitou foi um acasamento forçado da minha parte, mas era meu relacionamento q estava em jogo.
    Ao invez de melhorar eu piorei, ela se cansou e começou a me mautratar.
    Enfim tambem cansei e pedi q decidisse e se era aquela a decisão ela disse q sim, então nos separamos, eu não sabia onde me enfiar chorava demais.
    Fui a um sentro espirita e o pai de santo falou q avia muito mau em minha vida. orava desesperado para Deus mas parece que até ele me dava as costa.
    eu conversava muito com ela por msn, muito mesmo depois da separação.
    chagavamos a ir ao habibs, ao cinema etc, saidinha de amigo para ela, não para mim, isso erá uma puta de uma esperança.
    Antes de sair de ferias fiz o mesmo dei desprezo e tudo q tinha direito.
    ela ficou doidinha querendo falar comigo, quando eu estava a uma 1 hora para embarcar para a viagem de ferias mandei uma msg no cel: dela, ela saiu do serviço correndo.
    no terminal nos abraçamos e nos beijamos, choramos.
    quando cegei onde estou de ferias tudo mudou. ela me despreza e eu fico correndo atraz, ela me coloca em um mar de martirio, e eu estou muito mau.
    penso q ela pode estar lá curtindo o carnaval beijando muito e eu aqui numa pior.
    hoje dia 14/02/2010, decidi q ela não me deixou por injustiça por desprezo, ou por estar com outro, simplismente penso q esta eh a melhor opção q ela tem no momento dela.
    Voces acha q eu superei? não eu não superei, apenas estou aceitando a situação como ela eh.
    Não estou me conformando só aceitando entende, ainda há esperança, mas vou deixar q ela decide, alias ela já decidiu q não me quer mais e com as palvras dela ela me diz : não fica se iludindo com uma pessoa q não valhe a pena.
    Voces acha q eu desisti? não eu não desisti, somente coloquei em minha cabeça que, se for para ficarmos juntos ficamos, se não, melhor para os dois.
    não he que estou desistindo do meu grande amor, eh que no meu peito não existe mais lugar para sofrer.
    Na vida tudo tem um preço, as vezes muito amargo, cabe a voce dicidir pagar ou não.
    Eu decidi pagar mas por um unico objetivo, reconquistar meu grande amor

    será que valhe a pena??
    quando se ama vale.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo