Publicidade

Publicidade

Arquivo de janeiro, 2009

27/01/2009 - 09:57

O teatro e as mentiras sexuais

Compartilhe: Twitter

Guardem o link deste post, um dia, acredito eu, ele vai virar uma enciclopédia masculina sobre o sexo. Vai ser aquele tipo de texto Bombril, que fala de tudo um pouco. E a gente começa por…

Por que eles dizem que já fizeram sexo com a escola inteira se nunca vi ele pegar ninguém?

O sexo é aquele tipo de coisa que divide a nossa sociedade em dois extremos: o homem, que anseia pela primeira vez e vai correndo quando surge a chance, e a mulher, que sonha com um conto de fadas e se guarda pelo máximo de tempo que consegue. Aí vem o problema. As meninas não mentem sobre sua virgindade. Já os garotos… Existe toda uma pressão da galera em relação ao menino. Quanto mais tarde ele perder a virgindade, mais zoado ele é. Então quer coisa mais fácil do que mentir? O menino inventa que já pegou aquela moça argentina que veio ao Brasil e ficou encarando ele na balada e a coisa rolou ali mesmo, no banheiro, com todo mundo vendo. Sem contar aquela loira de 43 anos que se apaixonou por ele, um guri de 15.

A história é sempre essa. É difícil achar, hoje em dia, algum menino que não tenha medo de esconder a sua virgindade. Para as meninas, isso é bem ruim. Isso porque elas nunca sabem, na real, o que o garoto espera. Daí vem a primeira vez dela com um garoto, o bambambam, o experiente. Chega na hora H e rola aquele vexame. O menino não sabe o que faz, a menina espera ser conduzida… Xiii.

Ele me dá prazer, mas eu não chego lá e faço um teatrinho básico. Vale?

É de conhecimento de todo mundo que as mulheres mentem, muitas vezes, o que estão sentindo na hora H. A história é conhecida por todos, muitas meninas simulam o orgasmo como uma tática de encenar de que o sexo foi perfeito. Desta vez, são os meninos que sofrem, por não saberem quando elas estão dizendo a verdade ou não. O que acontece? O menino se preocupa tanto em tentar fazer a moça chegar no ponto G que, na hora, ele se esquece dos detalhes e acaba indo direto ao pote. Isso quando consegue fazer alguma coisa, né? Muitas vezes, a pressão atrapalha tanto…

Como perceber? Não há uma fórmula exata, afinal, as mulheres são ótimas atrizes. Mas há algumas dicas: os sons, as caras, os tremores, a intensidade… Tudo isso fica diferente no fingimento e no real.

Ele não conseguiu…

Broxar. Eita palavrinha que bota medo. Todo menino já passou isso uma vez na vida. De experiência, isso acontece quando está rolando alguma coisa por trás da vida do garoto. Exemplo? Um problema com a família, uma desconfiança, falta de dinheiro… Os meninos broxam sim, não existe idade para isso. E o problema é todo nosso? Talvez sim, talvez não. Se for a primeira vez entre vocês dois, como se fosse um sexo casual, e o menino broxar, talvez você o tenha assustado em algo. Um beijo que não combinou, um movimento que ele não gostou, muitas coisas são motivos para deixar o menininho pra baixo.

E aí, tem mais alguma coisa que queira perguntar? Mande nos comentários, entra na comunidade do Orkut e poste algo lá!

Autor: - Categoria(s): Relacionamentos, sexo, Situações Tags: , , , ,
20/01/2009 - 09:40

Big você Brasil: caiu na rede, é peixe.

Compartilhe: Twitter

Vanessa Hudgens e Miley Cyrus: fotos sensuais na rede

O Big Brother Brasil 9 já tá aí. Para você que curte o programa, já deu para perceber como a produção da Globo foi inteligente ao dividir a casa em duas partes – A e B – e ainda colocar um participante na Casa de Vidro, que só vai chegar no local principal depois de muuuuito tempo que o programa estiver rolando. Já pensou você ali? Será que você aguentaria o tranco? Todo mundo te olhando, te julgando, você tendo que prestar atenção em todos os detalhes do mundo, para não mostrar aquilo que todos querem ver… Vish! É muita coisa para uma cabeça só. Tá, Caio, mas o que é que isso tudo tem a ver com o iBoy? Bom, vocês se lembram da Vanessa Hudgens, que fez algumas fotos de calcinha e sutiã para o namorado e, sem querer, todo mundo viu estas fotos? E a Miley Cyrus, ousadinha que só, com suas fotos acompanhadas de suas melhores amigas? Imagina se todo mundo vê uma foto sua que era só para UMA pessoa ver? Tá, tudo bem, elas são celebridades, a pressão é maior… Mas e com você?

Zoológico digital humano

Boninho, o diretor do BBB, classificou o programa como um zoológico humano. A internet não é muito diferente disto, não. Colocar uma foto sua de biquini no Orkut é igual à publicá-la em uma capa de revista internacional. Todo mundo pode ver, compartilhar, comentar e usar. O que você deve ter em mente antes de colocar uma foto destas em qualquer site é que você pode ser legal, mas o mundo não é. As pessoas podem usar a sua foto para várias coisas e, acredite, eu conheço gente que já foi parar até em site pornográfico sem saber. Lembre-se também que os seus pais podem ver aquilo e não gostarem nada, aí, prepare-se para o castigo. 10 dias sem internet não dá, né?

Todo mundo é de todo mundo

Uma das piores coisas de se expôr na web sem limites é que todos os seus colegas vão ver aquilo e comentar no outro dia. Imagine se, no seu colégio, onde todo mundo está acostumado a te ver usando uniforme e só, as pessoas vêem uma foto sua vestindo só calcinha e sutiã? Certeza que você vai virar o assunto do mês. E a coisa piora quando as outras meninas, aquelas que não gostam muito de você, começam a achar gordurinhas e defeitos no seu corpo. Isso sempre prejudica a gente, faz com que nos sentimos mal.

A pergunta é: pra quê? Eu sei que muita gente precisa colocar essas coisas na web para se afirmarem, ou seja, para que os outros comentem elogiando você e, com isso, fazer que seu ego se sinta muito bem. Mas isso é realmente necessário?

No caso do Big Brother, tem um motivo: é um milhão de reais que está em jogo. No caso da web, você não terá recompensa nenhuma. O legal é que você aprenda a aceitar o seu corpo e preservá-lo. Dizem que surpresas são mais gostosas…

Já foi, tô na boca do povo. E agora, vou para o México?

Se você já colocou suas fotos lá e todo mundo já começou a zoar com você, de nada adianta fugir. Agora é aceitar o seu erro. A primeira coisa a fazer é tirar todas as fotos do ar, assim, menos gente irá ver. Claro que sempre tem aquele amiguinho bacana que salvou a foto e já mandou para o grupo de e-mail da sua sala. O jeito é ignorar os comentários maldosos e seguir em frente. Se você ficar nervosa com as pessoas, mais tempo eles vão insistir em zoar com a sua cara. Se você se mostrar indiferente, a brincadeira perde a graça mais rápido. Então é levantar a cabeça, assumir a besteira e tentar esquecer. Um dia, tudo passa.

E você, já teve alguma história parecida? Conte aí nos comentários ou entre na comunidade do iBoy no Orkut e poste lá os seus casos!

Autor: - Categoria(s): Situações Tags: , , , ,
19/01/2009 - 17:47

Êpa: comunidade do iBoy no Orkut?

Compartilhe: Twitter

Pois é, desta nem eu sabia. Entrem lá na comunidade do Orkut e vamos fazer o seguinte: postem suas dúvidas lá. Toda semana, vou tentar pegar um tópico discutido no Orkut e começar a escrever sobre ele aqui, ok?

Entrem, entrem, entem!

Autor: - Categoria(s): Posts antigos Tags: , ,
13/01/2009 - 11:07

Ano novo, namorado novo?

Compartilhe: Twitter

Adeus ano velho, olá ano novo. Quer começar 2009 com o pé direito, mudar toda a sua vida, fazer novos planos, conhecer novas pessoas, beijar na boca, achar o príncipe encantado? Então que tal trocar de namorado? Não, não estou dando uma ordem para que todas as meninas larguem o seu menino e o troque por outro, não. A dica é só para aquelas que não andam lá tão satisfeitas com os seus casinhos. Vamos às dicas?

1 – Eu gosto dele, mas o amigo é tão melhor…
Naturalmente, toda menina sente uma grande atração pelo seu namorado. Na maioria dos casos, o seu homem é o cara mais lindo do mundo e ninguém consegue tirar ele do pódio, certo? Se isso não tá rolando com você e o amigo do cara parece ser tão mais “apetitoso” que ele, é sinal de que existe algo errado por aí. Lembrando, é claro, que é natural que as pessoas sintam desejo por outras quando estão namorando. O que você tem que saber é se esse cara ainda te atrai como já te atraiu algum dia. Se você não sente nenhum desejo por ele, então, provavelmente, você já não o vê com os mesmos olhos.

2 – Desliguei o celular porque sabia que ele ia me ligar
Meninas adoram ligações. Basta o menino surpreender e fazer o seu telefone tocar no meio do dia para que você se derreta toda, certo? Não?! Se você está passando por aquela fase em que não aguenta nem ouvir a voz do garoto, então chegou o momento de você começar a pegar novos currículos. Por que isto acontece? É normal, na adolescência – e quando a gente vira adulto também, claro – vivermos paixonites. Elas nascem de repente e acabam da mesma forma que vieram. Do nada, parece que você pega uma certa raiva por aquele garoto e tenta se manter o mais longe dele possível.

3 – A vida dele já não te importa em nada
O gostoso de uma relação é a segurança de saber que há sempre alguém ali, do outro lado, para te ouvir e aconselhar. Porém, existe uma hora que a gente começa a não se importar em nada com a vida do outro. Parece que a gente retorna a ser o centro do mundo, tirando esse cargo de alguém que preenchia sua vida. Vai dizer que não é uma delícia ouvir o seu casinho dizer os seus problemas e você se mostrar útil? Pois é. Quando a vida dele já não importa em mais nada e você se cansa só de saber que ele está com algum problema, boa coisa não é.

4 – Acabou o ciúme
Aí é hora de dar um ponto final mesmo. O ciúme, mesmo que mínimo, existe em todos os relacionamentos. Se você não sente nem uma pontinha daquela coisa estranha pelo seu garoto, quer dizer que você já o jogou fora da sua vida há um bom tempo.

Se tudo isto anda acontecendo com você, então porque insistir em um relacionamento assim? Provavelmente, tudo o que você vai conseguir é se machucar e desapontar alguém que já te fez tão bem. O recomendável é sempre dar um tempo para que você possa refletir ou, se possível, fazer alguma coisinha gostosa à dois para tentar restabelecer a intimidade, sabe?

O que procurar? Alguém que te faça feliz, que te faça sorrir, que seja companheiro, amigo para todas as horas, que esteja presente nos melhores momentos da sua vida… Alguém que surpreenda 😀

Autor: - Categoria(s): Relacionamentos Tags: , ,
06/01/2009 - 11:38

A melhor maneira de perder o BV é…?

Compartilhe: Twitter

Hoje em dia é muito difícil, mas muito difícil mesmo, encontrar alguma menina com 14 anos que seja BV. Cada vez mais cedo, as meninas – e os meninos, é claro – começam a se beijar por aí. Porém, quando parece que já deu o “timing“, nasce o medo. Muitas garotas morrem de medo do primeiro beijo e o encaram como um bicho de sete cabeças. Onde ponho a língua? Como faço para ser gostoso? E a mão, fica onde? Tem que virar a cabeça? Calma, calma… Beijar não é assim tão complicado, não. Mas pode ser um desastre total.

Para tudo na vida, a primeira vez é complicada. Seja o primeiro dia de aula, o primeiro trabalho, a primeira prova, o primeiro beijo, a primeira vez. Claro que é normal sentir medo de beijar, mas não é por isso que você deve se privar. Vale lembrar, neste caso, que o primeiro beijo é sim algo muito importante. Provavelmente você irá carregá-lo consigo para o resto da sua vida. Já o segundo e o terceiro, você nem vai lembrar como aconteceram. Muita gente subestima o beijo, não dão a devida importância para ele. É aí que as pessoas já começam errando. Sim, vale a pena criar um milhão de expectativas para ele. Sim, vale a pena ficar com medo e querer fazer tudo certo. Não, não vai ser bom…

Deixar de ser BV pode ser um pouco desconcertante, o certo é você ler bastante sobre o assunto antes. Não estou brincando, não. As vezes, se você se informa um pouquinho, você pode fazer bem bonito da primeira vez. Se quiser e puder, pergunte à alguém como é que se beija. Acredite: se você tiver um “conselheiro”, vai ser bem mais fácil. Depois, acho que não vale a pena ficar esperando muito tempo para deixar ele acontecer. O importante é que seja com alguém que você sinta atração, goste, seja colega. Alguém com quem você poderá ter uma segunda chance – você provavelmente vai precisar dela.

Dicas para beijar bem?

Não há como dar dicas de como beijar, isso por que eu acredito que cada um tem um jeito, um estilo, uma “pegada”. Tem gente que adora beijo rápido, daqueles que parece que um vai engolir o outro, outros, como eu, preferem o beijo que começa beeeem demorado, com a mão passando pela nuca e costas da pessoa e depois acelera, acelera e acelera, mas há aqueles que gostam dele bem devagar o tempo todo. Tem gente que brinca com a língua, tem gente que nem põe ela pra fora direito. Tem pessoas que adoram mordidas e outras que têm o lábio muito sensível para isto. Alguns abrem a boca demais, outros de menos… Enfim, deu para entender? Beijo é algo tão pessoal, mas tão pessoal, que acho que ninguém pode definir como o seu pode ser. Aquilo que te der vontade de fazer, faça. O beijo é como sua marca especial.

Como muitas reclamam no e-mail que eu não conto nada da minha vida aqui, vou deixar o relato do meu primeiro beijo: Eu estava no meu prédio, com 14 anos, brincando de verdade ou desafio. Uma menina foi desafiada para beijar um colega meu e ela disse que ‘figurinha repetida não valia’ e apontou para mim, perguntando se podia me beijar. Eu fiquei atônito. Virei para o lado e perguntei à uma amiga ‘mas como faz?’, ela me explicou rapidamente e eu, sentado, fechei os olhos e esperei. Ele aconteceu, durou uns 10 segundos e eu saí com a boca toda molhada. Dois anos depois, tive a chance de beijar esta menina de novo. O que rolou? Ela soltou um ‘você melhorou muito desde a primeira vez’. Fiquei orgulhoso, rs.

Agora quero ouvir de vocês: como foi o primeiro beijo? Comenta aí!

Obrigado, Tháa, pela sugestão de post ;*

Autor: - Categoria(s): Situações Tags: , , , , , , ,
Voltar ao topo