Publicidade

Publicidade

Arquivo de maio 20th, 2008

20/05/2008 - 14:19

“Eu não sei dizer não”

Compartilhe: Twitter

Imagina a cena: lá está você, linda e feliz na balada, dançando com as suas amigas quando um garoto começa a se aproximar e trocar olhares. Esperta que só, logo que percebe que ele está flertando e doido para ficar com você. Até aí, tudo bem, você não gostou e já sabe a resposta para dispensá-lo. Porém, quando chega a hora, o menino vem e te pede um beijo. O que você faz? Beija! Por algum motivo, a sua resposta não saiu e você engoliu o ‘não’. Por que isso acontece?

Mais comum do que você imagina, muitas garotas simplesmente não conseguem dar um fora em alguém. E, quando namoramos, por que, de vez em quando, não conseguimos negar algo a quem gostamos, tipo um convite para jantar em algum lugar que você não gosta ou até negar o sexo? Isso acontece pois você, garota, não quer desagradar aos outros. Só que “praticando” esse ato, acaba desagradando, talvez, a pessoa mais importante de sua vida, ou seja, você mesma.

A tarefa para burlar essa ‘deficiência’ é difícil. Primeiramente, você tem que começar a ter amor-próprio e aprender a expor suas idéias e vontades. É todo um processo que precisa ser trabalhado em sua cabeça, você tem que ter autoconfiança e começar a abandonar o ‘tanto faz’ e o ‘sim’. Se não quer, diga não.

Quando nos envolvemos com alguém, temos que mostrar que temos opinião própria, sermos pró-ativos e deixar nossas vontades explícitas. “No começo do namoro, eu sempre fui cobrada por ele. A gente saia para jantar e eu comia qualquer coisa, nunca me expressava. Depois, quando ele queria sair, topava qualquer lugar. Pode parecer bom, né? Mas o meu companheiro não gostava, ele queria alguém que se impusesse, que mostrasse pulso forte na relação, coisa que nunca consegui”, afirma C., de 19 anos. Por mais legal que você tente ser, é chato ter que tomar todas as rédeas de um relacionamento sozinho. O garoto, no geral, gosta que a sua companheira palpite nos programas que terão e não que vocês dois, juntos, façam tudo o que ele já fazia sozinho. Qual é a graça de continuar com a vida que se tinha antes? Nenhuma! Você tem é que modificar, revolucionar tudo.

No caso da balada, se alguém que você não quer chega e pede um beijo, aprenda a dizer não sem medo. Afinal, você não tem obrigação nenhuma em ficar com tal pessoa. E se sua preocupação maior é não machucar os sentimentos do próximo… Bom, está mais do que na hora de acordar e perceber que, atualmente, o mundo em que vivemos é tão egocêntrico que ninguém, além dos seus familiares e amigos, pensam em você com tanto carinho. Não que isso seja bom, mas não é algo que você deve se culpar. Não, não e não!

Autor: - Categoria(s): Posts antigos Tags:
Voltar ao topo