Publicidade

Publicidade

Arquivo de maio 6th, 2008

06/05/2008 - 13:12

Até onde o virtual não passa de… virtual?

Compartilhe: Twitter

Para abandonar a graça do mundo virtual e cair nas tentações do real, basta um clique. Entrar em salas de bate-papo, esquentar uma conversa com palavrinhas bobas via Messenger e até exibir o corpo para alguém on line virou algo freqüente. Com a grande e acessível tecnologia da atualidade, o sexo pela webcam se tornou comum entre muitos jovens solteiros. O que agrava toda a situação é quando a pessoa é comprometida.

“Eu sempre me conti na web. Nunca fiz nada demais, nunca visitei sites de pornografia e sempre confiei no meu namorado. Um dia, no entanto, eu abri o Messenger dele e vi vários contatos suspeitos. Me segurei, não fiz nada e saí. Mas é impossível, né? Na mesma noite eu saí correndo para a internet e abri o programa de novo, olhei toda a lista de contatos dele e até procurei alguns históricos no e-mail. Achei umas conversas absurdas, que me deram nojo de estar com alguém daquele tipo. Para piorar, alguém me mandou um ‘oi, gatinho’, seguido de um pedido de conversação por vídeo. Aquilo me magoou, eu fiquei perdida e agora não sei o que devo fazer”.

Esse é o e-mail que recebi de Karla, de 19 anos, procurando ajuda com relação aos atos on line do seu namorado, um garoto um pouco mais velho, de 23. Um dos grandes dilemas da garota foi que, por o menino ter mais idade que ela, ela acreditava que ele já tinha passado dessa fase e procurava por algo fixo, sem besteiras. Bom, Karla, por mais doído que seja descobrir isso, não há idade para a “brincadeira”.

Agora que você já leu coisas que te chateou, você deve parar e pensar no que realmente quer para você. Ficar ao lado de alguém assim vale à pena? Se sim, então engole o choro. Lembre-se que, até onde você sabe, as conversas não passaram de papos virtuais e a coisa não ficou real. Logo, se você for acusar o seu namorado de algo, ele irá contra-atacar dizendo que você quebrou a confiança dele ao fuçar na sua vida sem ao menos pedir permissão. E ele tem toda a razão. O problema de você ficar quieta nessa situação é que você nunca irá mudar e vai guardar isso para sempre, ficando com um pé atrás para tudo. Isso pode prejudicar muito o relacionamento. Além de acabar com você.

Agora, na real. Pode machucar, pode ser chato e você pode ficar desconfiada, com todo o direito. Mas os garotos nunca mudam e vai ser difícil você achar alguém que não se divirta com algumas coisinhas que a internet oferece. Claro que vídeos e fotos não são tão pessoais quanto uma conversa íntima. Mas o que é traição nesse caso? Só o bate-papo já conta ou ela ocorre somente quando houver um contato corpo a corpo?

É de se pensar, certo? Vamos ajudar a Karla. O que você faria se descobrisse que seu namorado troca mensagens íntimas com outra mulher? Comente!

Autor: - Categoria(s): Posts antigos Tags:
Voltar ao topo