Publicidade

Publicidade

Arquivo de outubro 2nd, 2007

02/10/2007 - 13:04

Tudo o que você faz, eu faço melhor

Compartilhe: Twitter

Recebi ontem um exemplar do livro “Tudo o que você faz eu faço melhor“, de Jennifer Axen e Leigh Phillips. A obra mostra várias situações tipicamente masculinas que toda mulher é capaz de fazer. Por exemplo, assistir e comentar, com eficiência, uma partida de futebol entre Corinthians e Palmeiras. Ou, quem sabe, beber uísque e fumar um charuto? Pois bem, são casos reais que acredito que todos são capazes, tirando questões que necessitam de esforço físico – mulher é o sexo frágil e, geralmente, são mais fracas que os homens. Em retaliação à obra, criei uma lista com 10 coisas que as mulheres fazem que os homens agüentariam tranquilamente. Mas será mesmo?

Uma chatice que qualquer mulher é obrigada a agüentar por muitos anos de sua vida é a menstruação. Imagine se você, menino, sangrasse durante sete dias por mês e, por isso, fosse privado de entrar na piscina, vestir roupas claras e além de tudo, ter que usar um absorvente o tempo todo. Particularmente, acho impossível.

Quando chegamos à adolescência nosso corpo é tomado por pêlos. A gente nem liga, já as mulheres são obrigadas a tirar por estética. Será que você seria capaz de fazer uma depilação com cera ou ter o cuidado de não cortar as pernas com a gilete em cada banho de sua vida? Não, não e não…

O benefício da reprodução só acontece graças às mulheres, que agüentam por nove meses um novo ser sendo criado dentro de seus ventres. Além dos enjôos, tonturas e muitos outros acasos que ocorrem durante a gravidez, ainda carregam um peso absurdo por um belo tempo. Quem foi que disse que elas não são fortes?

Ir às compras em todos os finais de semana, para mim, não é um problema. A única coisa complicada é conseguir combinar o sapato com a bolsa e o cinto, colocar a blusa que valoriza os seios e algo justo para definir o bumbum.

Duvido que você agüentaria andar pelas ruas da cidade e ouvir vários marmanjos te chamando de ‘gostosa’, ‘pãozinho’, ‘deliciazinha’, ‘cachorra’ e todos os outros ‘elogios‘ que a gente insiste em fazer…

Apesar de existirem muitos ‘homens da casa‘, eu não suporto a idéia de um dia ter de lavar roupa, passar e arrumar a cama com perfeição. Ser dona de casa não é para qualquer um, não.

Amizade é um tabu. É possível um sentimento entre homem e mulher que não seja amor? Para as mulheres, sim. Para os homens, tudo não passa de uma possibilidade.

Imagine ocupar um cargo em determinada empresa e receber uma certa quantia de dinheiro. Daí, do nada, chega alguém que vai atuar no mesmo nível que você e, sabe-se lá porque, tal pessoa irá receber mais. Apesar de todas as lutas e conquistas femininas, hoje, uma mulher que exerce o mesmo cargo que um homem recebe, misteriosamente, menos dinheiro do que ele. Por que será?

E tudo aquilo que a gente ouve no nosso dia a dia? Músicas que tratam mulheres como um ser indiferente, que é um produto a ser usado pelo homem, rebaixando-as o tempo todo. Você acha certo? Para os homens, ser chamado de cachorro é um elogio. Já para as mulheres…

Já pegou o metrô ás cinco horas da tarde? Para qualquer lado que você olhe, há um homem se ‘encostando’, assim, involuntariamente, em uma moça. E o pior é que elas nem podem reclamar, senão recebem de volta uma resposta agressiva e bem justificada do tipo “o metrô está cheio, o que você quer que eu faça?”.

São algumas situações básicas da vida feminina que eu duvido que qualquer homem agüentaria passar. Somos fortes para algumas coisas e bem fracos para outras. Obviamente diferentes, homem e mulher foram feitos para ficarem juntos e completarem um ao outro.

Mas e você, o que acha que homens ou mulheres podem fazer que o sexo oposto não pode?

Autor: - Categoria(s): Posts antigos Tags:
Voltar ao topo